TI preocupada com tentativas de impunidade a investigados da Lava Jato

Panamá, 5 dez 2016 (AFP) - Alguns congressistas e políticos brasileiros buscam garantir a impunidade para os investigados e condenados pelo escândalo de corrupção na Petrobras, na operação Lava Jato, afirmou no domingo o presidente da Transparência Internacional (TI), José Ugaz.

"Diante do impactante trabalho realizado por promotores especializados na operação Lava Jato e vendo os resultados que estão conseguindo (...) levaram aqueles que sentem que o braço da justiça está se aproximando a ficar nervosos", disse Ugaz.

Por isto, "estão buscando opções para garantir sua impunidade", completou, no encerramento da 17ª Conferência Internacional Anticorrupção, organizada pela Transparência Internacional no Panamá.

As declarações de Ugaz foram feitas depois que um grupo de promotores da operação ameaçou renunciar, caso seja aprovada uma lei lei que permite acusar juízes e promotores de abuso de autoridade em investigações de corrupção.

Os promotores temem que as mudanças do Congresso afetem a operação, que até o momento pronunciou sentenças contra 118 pessoas, condenadas a um total de 1.256 anos de prisão, e que investiga vários políticos.

Ugaz afirmou que as mudanças legislativa buscam "garantir impunidade aos políticos envolvidos na corrupção por meio de uma fórmula de anistia".

Ele disse que uma renúncia dos promotores "seria uma tragédia para o Brasil e para o mundo, porque não está em jogo apenas o futuro deste país, mas o de um modelo de ruptura de impunidade que interessa a todo o mundo".

"Se a operação Lava Jato caísse, isto implicaria que a grande corrupção é mais forte que reserva moral de um país e isto é inaceitável de qualquer ponto de vista", disse Ugaz.

No sábado, a TI entregou o seu prêmio anual à força-tarefa da Lava Jato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos