Incêndios florestais isolam zona central do Chile

Santiago, 21 Jan 2017 (AFP) - Com mais de 45 mil hectares consumidos pelas chamas, a região de O'Higgins, centro do Chile, despertou neste sábado com duas de suas províncias sob "estado de catástrofe", em meio ao combate nacional aos incêndios florestais mais destrutivos em décadas.

Enquanto começavam a chegar recursos adicionais para as brigadas de emergência da região, 200 pessoas foram removidas, a maioria por precaução, e 20 casas foram afetadas nas províncias de Cardenal Caro e Colchagua (O'Higgins), informou o Departamento Nacional de Emergências (Onemi).

A situação dramática de ambas as províncias obrigou a presidente chilena, Michelle Bachelet, a decretar estado de catástrofe na área nesta sexta-feira.

"São cerca de 45 mil hectares de incêndios ativos, mas não há uma grande quantidade de atingidos em termos de residências, e sim em termos econômicos", uma vez que a devastação dos recursos agrícolas na região é total", informou à AFP a funcionária do Onemi de O'Higgins Josefina López.

A Corporação Nacional Florestal (Conaf) decidiu ontem solicitar ajuda internacional para combater as chamas.

"Se está fazendo tudo o que é humanamente possível. O presidente (François) Hollande já está em contato com o ministério do Interior francês para ver que apoio pode existir", comentou Michelle Bachelet neste sábado, após recorrer ao colega francês, em visita oficial ao Chile.

Mais tarde, Bachelet afirmou estar "em contato com vários países para que possam nos ajudar com algum equipamento, ou também, eventualmente, com brigadistas".

O governo decretou "emergência agrícola" nas comunas e províncias declaradas em estado de catástrofe, motivo pelo qual irá ampliar os recursos liberados para medir e atenuar os prejuízos econômicos sofridos principalmente pelos pequenos e médios produtores da região.

A indústria turística tembém sofre com os incêndios, já que, dentro das zonas mais afetadas, está Pichilemu, que se destaca por suas praias, que atraem anualmente surfistas de todo o mundo.

A onda de calor que afeta a região central do Chile, incluindo Santiago, somada à seca que atinge a área há anos, facilita a propagação das chamas entre os morros.

Em todo o país, há mais de 100 mil hectares arrasados por incêndios. A região de Valparaíso, com sua principal comuna sob "estado de exceção por catástrofe", é outra das áreas mais castigadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos