Grupo de africanos é agredido perto de Nova Délhi

Nova Délhi, 28 Mar 2017 (AFP) - Uma multidão atacou na noite de segunda-feira perto da capital indiana, Nova Délhi, um grupo de africanos considerados vendedores de drogas após a morte de um adolescente, possivelmente por overdose.

Os distúrbios explodiram durante a noite quando a polícia de Greater Noida, uma cidade da periferia de Nova Délhi, libertou cinco estudantes africanos detidos no âmbito da investigação desta morte, registrada no domingo.

As autoridades haviam indicado que não tinham provas contra eles.

Vídeos transmitidos pela televisão e por redes sociais mostravam uma multidão atacando um carro com paus. Em outro era possível ver um jovem africano sendo espancado por dezenas de pessoas com cadeiras e latas de lixo em um centro comercial.

Dez pessoas ficaram feridas, afirmaram as autoridades, enquanto o governo indiano afirmou que os incidentes serão investigados rigorosamente.

"Haverá uma investigação justa e imparcial deste incidente infeliz", tuitou a ministra das Relações Exteriores, Sushma Swaraj.

Muitos africanos são alvos de situações vexatórias e humilhações na Índia, como insultos ou discriminação para encontrar casa.

No ano passado, um estudante congolês foi assassinado a pedradas na capital após uma discussão com um motorista de auto-riquixá.

Cerca de 30.000 africanos vivem em Nova Délhi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos