PUBLICIDADE
Topo

Incêndio em parque natural espanhol força a saída de mais de 1.800 pessoas

Incêndio atinge parque natural no sul da Espanha, que enfrenta temporada de seca - Julián Pérez/EFE
Incêndio atinge parque natural no sul da Espanha, que enfrenta temporada de seca Imagem: Julián Pérez/EFE

25/06/2017 18h02Atualizada em 25/06/2017 19h20

Centenas de pessoas lutavam neste domingo (25) para controlar o incêndio que alcançou o parque natural de Doñana, a reserva da biosfera da Unesco no sul da Espanha, e provocou a evacuação de mais de 1.800 pessoas, indicaram as autoridades.

Um total de 550 pessoas estavam mobilizadas, segundo o governo regional, e 23 aviões e helicópteros participavam da operação para conter as chamas, um trabalho complicado pelo vento.

O incêndio, declarado no sábado (24) à noite na localidade de Moguer, entrou nos limites do espaço natural de Doñana.

O fogo provocou a evacuação de 1.850 pessoas, em especial de um camping na área, mas não deixou nenhum ferido até o momento, afirmaram os serviços de emergência.

O governo de Andaluzia informou em um comunicado que 950 pessoas foram realojadas.

Segundo o jornal El País, o centro de reprodução de linces ibéricos situado no parque teve que ser evacuado e os animais foram transferidos para outro local.

"Trabalhamos com o objetivo de conter [o incêndio] o mais rápido possível", mas "não podemos assegurar que isso seja possível ainda hoje", declarou neste domingo o delegado do governo regional, Antonio Sanz.

A presidente da região de Andaluzia, Susana Diaz, indicou que não se pode descartar "o fator humano" entre as causas do incêndio.

A Espanha está sofrendo uma precoce seca esta temporada, e várias áreas do país estão em perigo máximo de incêndio, entre elas, grande parte da província andaluz de Huelva, onde está o parque.

Em Portugal, 64 pessoas morreram e mais de 250 ficaram feridas em incêndios devastadores que foram controlados na semana passada.