PUBLICIDADE
Topo

Washington volta a se opor a imposto sobre receita de empresas digitais

25/10/2018 15h59

Washington, 25 Out 2018 (AFP) - Os Estados Unidos querem aplicar impostos a empresas digitais, mas se opõem a uma iniciativa da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) por considerar "injusto" taxar a receita das companhias, em vez de seus lucros.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, afirmou que "um imposto deve se basear nos lucros, não nas vendas, e não deve mirar uma indústria específica".

Mnuchin insta os sócios da OCDE a trabalharem sobre este tema com os Estados Unidos, "em vez de tomar uma iniciativa unilateral".

A União Europeia (UE) debate atualmente uma proposta fiscal apresentada em março pela Comissão Europeia. A iniciativa prevê a rápida introdução de um imposto de 3% sobre as receitas em certas atividades (como publicidade) de Google, Amazon, Facebook, Apple, e de plataformas como YouTube e Airbnb. Esses grupos escapam em grande medida às regras fiscais dos países onde operam.

Mnuchin reiterou a "grande preocupação" de Washington sobre os países que consideram unilateralmente a introdução de um imposto sobre o volume de negócios, por considerá-lo injusto para com empresas americanas.

O governo de Donald Trump buscará "avançar rapidamente" neste tema com a OCDE.

vmt/jc/leo/mls/cd/ll

Facebook

AMAZON.COM

GOOGLE

APPLE INC.