Topo

Tiroteios com a polícia matam 9 extremistas no Cairo

18/09/2019 11h13

Cairo, 18 Set 2019 (AFP) - Nove supostos jihadistas morreram em tiroteios durante duas operações da polícia nas zonas leste e sul do Cairo, informou o ministério do Interior do Egito.

A polícia afirma em um comunicado que as operações tinham como alvos esconderijos de "elementos terroristas", sem explicar se os tiroteios deixaram vítimas entre agentes das forças de segurança.

"Entre os mortos está um líder do movimento Liwa al Thawra (brigada da revolução), Mahmud Gharib Quasem", completa o comunicado.

O movimento Liwa al Thawra foi criado em 2016 e reivindicou ataques letais contra a polícia e o exército. A segurança continua uma grande preocupação para o Egito, quase nove anos depois da revolta popular de 2011, que derrubou o presidente Hosni Mubarak.

Desde a destituição pelo exército em 2013 do presidente Mohamed Mursi, da Irmandade Muçulmana, as forças de segurança egípcias foram alvos de vários ataques jihadistas.

Para enfrentar a onda de violência, o exército iniciou em fevereido de 2018 uma vasta operação "antiterrorista" no norte do Sinai, onde opera o braço local do grupo Estado Islâmico (EI).

De acordo com as autoridades, desde então quase 650 jihadistas foram mortos. Cinquenta militares faleceram nas operações.

bam/mon/emp/cgo/mab/age

Mais Notícias