Topo

Sanções dos EUA deixam Cubana de Aviação sem voos para México e Venezuela

23/10/2019 20h18

Havana, 23 Out 2019 (AFP) - As novas sanções dos Estados Unidos, que impedem o governo cubano de alugar aviões para suas companhias aéreas estatais, forçaram a Cubana de Aviação a suspender voos para México, Venezuela e parte do Caribe, anunciou a empresa nesta quarta-feira.

"Como resultado das mais recentes medidas implementadas pelos Estados Unidos contra Cuba", a Cubana de Aviação deixará de cobrir os destinos Cidade do México, Cancun, Santo Domingo, Caracas, Porto Príncipe e os territórios ultramarinos franceses da Martinica e Guadalupe, disse o diretor-adjunto da empresa, Arsenio Arocha, citado pela mídia local.

A Cubana de Aviação enfatizou que as novas sanções de Washington, que também afetarão voos domésticos para as províncias do leste de Holguin e Santiago de Cuba, causarão prejuízos econômicos de cerca de 10 milhões de dólares até dezembro.

O diretor enfatizou, sem dar detalhes, que a companhia aérea cubana "foi notificada do fechamento de dois contratos de arrendamento de aeronaves por empresas de países terceiros".

O Departamento de Comércio anunciou as restrições ao aluguel de aeronaves na última sexta-feira.

O "leasing" é uma prática comum das companhias aéreas cubanas na ausência de suas próprias aeronaves ou na incapacidade de adquiri-las devido ao embargo que Washington aplica contra a ilha desde 1962.

rd/mav/yow/ll

Notícias