Topo

Irã deseja desaparecimento de Israel, não do povo judeu, afirma Khamenei

15/11/2019 12h21

Teerã, 15 Nov 2019 (AFP) - O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, afirmou nesta sexta-feira que os pedidos para aniquilar Israel, comuns entre autoridades iranianas, não se dirigem aos judeus, mas ao regime israelense.

"A aniquilação do governo israelense não significa a aniquilação do povo judeu, não temos problemas com eles", disse o aiatolá Khamenei em uma reunião em Teerã com autoridades de países islâmicos, segundo comunicado divulgado em seu site.

Os apelos a esse respeito almejam "a aniquilação do regime e do Estado (israelenses)", para que os palestinos possam "eleger seu próprio governo e expulsar bandidos como (Benjamin) Netanyahu", primeiro-ministro israelense, acrescentou o líder supremo iraniano.

Teerã não reconhece a existência de Israel, apelidada de "regime sionista", e apoia grupos islâmicos palestinos em sua luta contra o Estado hebreu.

amh/cgo/mdz/mab/eg/ll

Notícias