PUBLICIDADE
Topo

Polícia israelense procura autores de vandalismo em mesquita palestina

24/01/2020 15h00

Jerusalém, 24 Jan 2020 (AFP) - A polícia israelense lançou uma operação de busca nesta sexta-feira para tentar localizar os autores de um suposto ataque criminoso contra uma mesquita em um bairro palestino em Jerusalém e também os autores de uma pichação em hebraico na parede do prédio.

O templo fica em Beit Safafa, um bairro em Jerusalém Oriental. O incêndio danificou uma sala de oração, mas não o resto da mesquita, disse um correspondente da AFP.

As pichações em hebraico afirmavam "Destruir os judeus? Destrua os inimigos!" e também estava escrito na parede as palavras "Kumi Ori", em referência a um assentamento israelense ilegal no setor Nablus, na Cisjordânia ocupada.

Sete famílias israelenses vivem em Kumi Ori, de acordo com o Times of Israel, que afirmou que as forças de segurança israelenses destruíram duas casas ilegais neste mês.

Os assentamentos israelenses na Cisjordânia ocupada - onde cerca de 400.000 colonos vivem entre 2,7 milhões de palestinos - são ilegais de acordo o direito internacional.

No entanto, alguns são considerados legais por Israel, enquanto outros, chamados de "posto avançado" ou assentamentos selvagens, não têm status legal nem para o estado hebraico.

Foram encontrados vestígios de um incêndio criminoso, como recipiente vazio que aparentemente continha produto inflamável.

O porta-voz da polícia israelense não disse se considerava o incidente um ato anti-árabe.

scw-dms/cgo/dms/eh/sg/cn

Notícias