PUBLICIDADE
Topo

Mais de 60 detidos em Londres em protestos contra as restrições pelo vírus

28/11/2020 13h46

Resumo da notícia

  • Detenções foram motivadas principalmente por violação de restrições contra o coronavírus, segundo fonte policial
  • Inglaterra deve retornar na quarta-feira a um sistema de restrições locais, em função da incidência do vírus
  • Com mais de 57 mil mortos, Grã-Bretanha lidera lista de vítimas fatais pela covid-19 na Europa

Mais de 60 pessoas foram detidas neste sábado (28) em Londres durante manifestações contra as restrições para lutar contra a propagação do novo coronavírus, informou a polícia. As detenções foram motivadas por uma série de infrações, principalmente "violação das restrições contra o coronavírus", segundo fonte policial.

A polícia de Londres pediu à população que não participasse nas manifestações, proibidas devido ao confinamento em vigor. "Prevemos que o número aumente", completou a força de segurança.

Centenas de pessoas protestaram contra as medidas na capital britânica, aos gritos de "liberdade" e com faixas com frases como "parem de nos controlar". Algumas manifestações foram marcadas por incidentes.

Depois de quatro semanas de um segundo confinamento, a Inglaterra deve retornar na quarta-feira (02.12) a um sistema de restrições locais, em função da incidência do vírus.

Os estabelecimentos comerciais não essenciais reabrirão as portas e será revogado o pedido para que as pessoas permaneçam em casa. A recomendação do teletrabalho será mantida. Em áreas com elevado nível de alerta, os restaurantes e pubs permanecerão fechados.

Com mais de 57 mil mortos, a Grã-Bretanha lidera a lista de vítimas fatais pela covid-19 na Europa.