PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
11 meses

Netanyahu testa negativo para covid-19, mas entra em quarentena preventiva

Benjamin Netanyahu entrou em quarentena preventiva depois de ter contato com uma pessoa que contraiu o vírus - Abir Sultan/Pool via REUTERS
Benjamin Netanyahu entrou em quarentena preventiva depois de ter contato com uma pessoa que contraiu o vírus Imagem: Abir Sultan/Pool via REUTERS

14/12/2020 14h04

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, testou negativo para covid-19 hoje, mas entrou em quarentena preventiva depois de ter contato com uma pessoa que contraiu o vírus - informou seu gabinete.

Netanyahu fez exames ontem e hoje, e os "resultados foram negativos", mas "ele ficará isolado até sexta-feira, depois de entrar em contato com um paciente", acrescentou sua assessoria em uma nota.

Vários meios de comunicação israelenses relataram que Netanyahu se encontrou na semana passada com um membro de seu Partido Likud, Michael Kleiner, que posteriormente testou positivo para o vírus.

A declaração do gabinete do primeiro-ministro não entrou em detalhes sobre a possível exposição do primeiro-ministro ao vírus.

Na semana passada, Netanyahu recebeu, no aeroporto Ben Gurion, um primeiro lote de vacinas contra o coronavírus do laboratório americano Pfizer.

Na quarta-feira, ele anunciou que o país começará a administrar as vacinas a partir de 27 de dezembro e disse que quer ser o primeiro em seu país a ser vacinado para dar o exemplo.

No total, foram 14 milhões de doses encomendadas às empresas Pfizer e Moderna.

O anúncio da quarentena de Netanyahu surge antes de uma possível votação dos deputados, prevista para esta semana, sobre a dissolução do Parlamento e a convocação de novas eleições.

Desde o início da pandemia, Israel, um país de nove milhões de habitantes, registrou 358.293 casos de covid-19 e 3.003 mortes.

Internacional