PUBLICIDADE
Topo

Ao menos 48 mortos em confrontos na região sudanesa de Darfur

17/01/2021 08h47

Cartum, 17 Jan 2021 (AFP) - Ao menos 48 pessoas morreram neste sábado (16) em confrontos entre tribos e em ataques de milícias em Darfur Oeste, uma grande região do oeste do Sudão, informou neste domingo (17) a agência de imprensa oficial sudanesa SUNA.

"O balanço em El Geneina, capital de Darfur Oeste, subiu para 48 mortos", afirmou a agência citando a a filial local do sindicato de médicos. Os confrontos, que continuam, deixam até o momento 97 feridos, indicou a mesma fonte.

Os confrontos começaram no sábado entre a tribo Al Massalit e nômades árabes em El Geneina.

Milícias favoráveis aos nômades atacaram a cidade, onde incendiaram várias casas.

O primeiro-ministro Abdallah Hamdok enviou uma delegação de "alto escalão" a Darfur Oeste para monitorar a evolução da situação, disse a agência SUNA.

Darfur registra um crescimento dos confrontos tribais que desde o final de dezembro, poucos dias antes do fim da missão conjunta da ONU e da União Africana, e até sábado, deixaram 15 mortos e dezenas de feridos.

O conflito que começou em 2003 entre forças leais ao governo central de Cartum e milícias insurgentes deixou cerca de 300.000 mortos e 2,5 milhões de deslocados, especialmente nos primeiros anos, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Para combater os insurgentes, o governo central enviou os yanyauid ("homens armados a cavalo"), uma milícia de nômades árabes, acusados de "limpeza étnica" e estupros.

O governo de transição - instalado em Cartum após a queda do presidente Omar al Bashir - assinou em outubro um acordo de paz com vários grupos rebeldes, alguns deles de Darfur.

ab-mz/emp/tp/zm/pc/aa