PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Chefe da ONU pede libertação de manifestantes 'entrincheirados' em Mianmar

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu que manifestantes sejam libertados "com segurança, sem violência ou prisões" - Michael Sohn/Pool/AFP
O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu que manifestantes sejam libertados 'com segurança, sem violência ou prisões' Imagem: Michael Sohn/Pool/AFP

08/03/2021 17h15

O secretário-geral do ONU, António Guterres, exigiu nesta segunda-feira (8) a Mianmar a "libertação" de "centenas de manifestantes entrincheirados em complexos de apartamentos residenciais" em Yangon, "com segurança, sem violência ou prisões", declarou seu porta-voz.

"Muitas dessas pessoas entrincheiradas são mulheres que queriam se manifestar pacificamente para comemorar o Dia Internacional da Mulher", detalhou Stephane Dujarric à imprensa.

"Apelamos a todos para que respeitem os direitos à liberdade de reunião e expressão do povo de Mianmar, que está se manifestando pacificamente e expressando suas esperanças e desejos para o futuro de seu país", acrescentou o porta-voz.

De acordo com o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, a polícia começou a atirar e prender os manifestantes por volta das 22h00 locais.

A ONU teme que as forças de segurança vão de casa em casa em busca dos manifestantes.

prh/st/ft/gma/dga/ap/mvv