PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

EUA atinge meta de vacinação anticovid de Biden com quase um mês de atraso

02/08/2021 21h06

Washington, 3 Ago 2021 (AFP) - Os Estados Unidos alcançaram nesta segunda-feira (2) a meta estabelecida pelo presidente democrata, Joe Biden, de vacinar 70% da população adulta contra a covid-19 com pelo menos uma dose do imunizante, quase um mês após o prazo original de 4 de julho.

De acordo com o site dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), 60,6% dos adultos e 49,7% da população total foram totalmente vacinados.

O governo Biden inicialmente apontou o feriado do Dia da Independência do país como marco para atingir a ambiciosa meta e declarar vitória sobre o pior da pandemia do coronavírus.

Porém, a queda nas taxas de vacinação, especialmente nas regiões politicamente conservadoras do sul e do centro-oeste, bem como entre grupos como os mais jovens, aqueles com renda mais baixa e minorias raciais, atrasaram o processo.

Esse atraso, combinado com a propagação da variante Delta, muito mais contagiosa do que as demais cepas, fez com que o número médio de casos diários disparasse para mais de 70.000.

Uma média de 6.200 pacientes são hospitalizados diariamente por covid-19 e mais de 300 pessoas morrem desta doença.

"Esses casos estão concentrados em localidades com as taxas de vacinação mais baixas", disse a jornalistas Jeff Zients, coordenador da Casa Branca para a pandemia.

"Um em cada três casos em todo o país foi na Flórida e no Texas na semana passada", disse ele.

- Avanço da vacinação -Nas últimas semanas, houve uma alta no índice de vacinação nas regiões mais afetadas pela última onda da covid-19, que está sendo impulsionada pela variante delta, muito mais contagiosa e letal.

Os oito estados mais afetados viram um aumento de 171% nas vacinações diárias em comparação com a taxa de três semanas anteriores, disse Zients.

Estados como Arkansas, Missouri, Louisiana e Flórida registraram aumentos significativos de casos.

As empresas privadas começaram a incentivar, quando não obrigar, seus trabalhadores a serem vacinados, a exemplo de Disney e Walmart, dois dos maiores empregadores privados dos Estados Unidos.

Os funcionários públicos não ficam de fora. Na quinta-feira, Biden tomou uma série de medidas para impulsionar a vacinação em todo o país, incluindo exigir que milhões de funcionários federais sejam vacinados ou usem máscaras continuamente além de se submeterem a testes regulares.

Com 80% dos idosos completamente vacinados, as hospitalizações e as mortes estão aumentando muito mais lentamente do que nas ondas anteriores.

No Tennessee, 97% das hospitalizações relacionadas à covid-19 e 98% das mortes em julho ocorreram entre pessoas não vacinadas.

Enquanto uma dose das vacinas Pfizer ou Moderna, de tecnologia mRNA, conferiu forte proteção contra variantes anteriormente dominantes, uma nova pesquisa revista por pares destaca a necessidade de duas doses contra a delta.

Autoridades federais de saúde estão avaliando a necessidade de uma terceira dose para determinados grupos, como os imunossuprimidos.

Os CDC também recomendaram o uso de máscaras em ambientes internos em áreas de alto risco, inclusive para pessoas vacinadas, após uma análise preliminar sugerir que as pessoas vacinadas com teste positivo para a variante Delta podem transmitir o vírus.

ia/ft/llu/lm/ic/mvv/jc