PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Biden acredita que fim da transmissão do HIV está 'ao alcance'

01/12/2021 21h52

Washington, 2 dez 2021 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, declarou nesta quarta-feira (1º) que "o fim da transmissão do HIV está ao nosso alcance" nos Estados Unidos, por ocasião do Dia Mundial da Aids.

"Nós podemos conseguir", disse Biden em um discurso na Casa Branca sobre um plano que visa reduzir as infecções por HIV nos Estados Unidos em 75% até 2025 e 90% até 2030.

Trata-se de lançar uma "abordagem mais coordenada e integrada" que promova a comunicação entre as várias administrações, explicou um funcionário da Casa Branca que pediu anonimato.

O governo dos Estados Unidos deseja desenvolver programas de prevenção e rastreamento, ao mesmo tempo que melhora o acesso ao tratamento.

Além do aspecto médico, a Casa Branca pretende levar em consideração fatores sociais, como dificuldade de acesso à moradia ou insegurança alimentar.

Biden afirmou que é preciso "acabar com o estigma" das pessoas que vivem com HIV. Nos Estados Unidos, algumas leis preveem penalidades para portadores que cuspam em público, embora o vírus não seja transmitido pela saliva.

Outro objetivo é declarar o racismo uma "ameaça à saúde pública", uma vez que a discriminação afeta o acesso aos cuidados médicos e o risco de contrair o HIV.

Essa estratégia visa prevenir novas infecções e melhorar a qualidade de vida de 1,2 milhão de soropositivos nos Estados Unidos, especialmente entre os idosos.

Em 2019, houve 34.800 infecções por HIV nos Estados Unidos. Esse número caiu 8% entre 2015 e 2019, um "sinal encorajador de progresso", mas permanece "desigual" de acordo com as populações afetadas, alerta o governo dos Estados Unidos.

Cerca de 700 mil pessoas morreram de aids nos Estados Unidos desde que as autoridades de saúde relataram os primeiros casos da doença, há 40 anos, lembrou a Casa Branca.

A taxa de detecção, porém, caiu em todo o mundo devido à pandemia de covid-19.

aue/rle/erl/dga/am