México vence Jamaica (1-0) em estreia na Copa América

O México sofreu para vencer a Jamaica por 1 a 0 neste sábado (22), pela primeira rodada do Grupo B da Copa América, silenciando momentaneamente as críticas por suas más atuações recentes.

O único gol do jogo no NRG Stadium de Houston, no Texas, foi marcado no segundo tempo pelo lateral Gerardo Arteaga (69'), que bateu firme da entrada da área depois de receber de Luis Romo.

"Sabemos que não vai ter adversário fácil. Graças a Deux, vencemos a Jamaica e agora também queremos lutar pela vitória" contra a Venezuela, afirmou Argeata sobre o próximo compromisso do México.

No entanto, a vitória magra não afasta totalmente as dúvidas sobre a seleção mexicana. Além disso, o time dificilmente poderá contar com seu astro e capitão, o volante Edson Álvarez, que sofreu uma lesão e foi substituído aos 27 minutos do primeiro tempo.

Antes, o México levou um susto quando o atacante jamaicano Michail Antonio aproveitou espaço na defesa para marcar de cabeça. O VAR flagrou impedimento e anulou o que teria sido o primeiro gol dos 'Reggae Boyz' na história da Copa América.

O México começou controlando a bola, armando ataques rápidos e se recompondo bem na defesa. A primeira chance clara veio aos três minutos, em um chute forte de Luis Chávez que o goleiro Jahmali Waite defendeu.

Trocando passes, os mexicanos continuavam procurando espaços, principalmente pela esquerda, em jogadas combinadas entre Julián Quiñones e Santiago Giménez.

O lateral-direito Jorge Sánchez tentou algumas vezes subir pelo seu lado, mas foi neutralizado sem problemas por Gregory Leigh, Ethan Pinnock e Kasey Palmer.

- Álvarez sai, Romo brilha -

A Jamaica reagia com velocidade no contra-ataque e apostando nas bolas paradas, ciente da fragilidade mexicana no jogo aéreo. 

Continua após a publicidade

Foi justamente em um desses contragolpes que o México perdeu Álvarez, que caiu no gramado sentindo a perna esquerda e foi substituído por Romo.

"Vamos esperar até fazermos exames em alguns dias para ver o que ele tem", disse o técnico Jaime Lozano.

Com o México sem seu capitão, a Jamaica aumentou a pressão, mas deixou em evidência sua fragilidade defensiva.

Lozano, criticado por demorar a mexer na equipe, colocou Guillermo Martínez no lugar de Santiago Jiménez e Carlos Rodríguez na vaga de Orbelín Pineda, substituições que foram a chave para a vitória mexicana.

Foi assim que a equipe chegou à vitória. Em uma boa jogada coletiva, a bola chegou até Romo, que rolou para Arteaga soltar uma bomba de esquerda sem chance de defesa para Waite.

"Romo nos ajudou. Já tinha feito um grande jogo contra o Brasil e hoje foi uma das dúvidas se seria titular ou entraria no segundo tempo", disse o técnico mexicano.

Continua após a publicidade

Depois de ficar em desvantagem, o time jamaicano se desorganizou e praticamente não levou perigo até o final da partida.

Com a vitória, o México fica na segunda posição do grupo com os mesmos três pontos da Venezuela, mas em desvantagem no número de gols marcados, já que mais cedo a 'Vinotinto' bateu o Equador por 2 a 1.

A expectativa é que a disputa continue acirrada entre as quatro seleções da chave para terminar na liderança da primeira fase e evitar um possível encontro nas quartas de final com a atual campeã, a Argentina de Lionel Messi.

mav/ma/cb

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes