Filipinas começa primeira campanha de vacinação contra a dengue no mundo

Começa hoje (22) nas Filipinas a primeira campanha de vacinação contra a dengue no mundo. Segundo Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur, empresa fabricante do produto, a aplicação será feita inicialmente pelos planos de saúde, mas o país pretende ampliar o atendimento para a rede pública.

Brasil, México, Paraguai e El Salvador já registraram a Dengvaxia, nome comercial do imunizante que será utlizado nas Filipinas, mas precisam resolver detalhes burocráticos para a comercialização. No Brasil o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a vacina saiu no fim de dezembro. Falta agora a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos determinar o preço máximo de venda do produto no país, o que costuma acontecer, em média, três meses após o registro.

Segundo Sheila, o laboratório tem capacidade de produção de 100 milhões de doses por ano e pode fornecer a vacina para o Brasil imediatamente. A expectativa da empresa é que o imunizante comece a ser vendido no país no primeiro semestre de 2016. A 

A vacina contra a dengue da multinacional é indicada para pessoas entre 9 e 45 anos e protege contra os quatro tipos do vírus da doença. A promessa do fabricante é de 93% de proteção contra casos graves da doença, redução de 80% das internações e eficácia global de 66% contra os quatro tipos de dengue. Segundo o laboratório, o imunizante deve ser aplicado em três doses, com intervalos de seis meses.

A Sanofi também está pesquisando uma vacina contra o vírus Zika e deve começar a recrutar voluntários para testes no ano que vem. 

Vacina brasileira

O Instituto Butantan começou hoje (22) a fase final de desenvolvimento de uma vacina brasileira contra a dengue, que deverá imunizar em apenas uma dose.

O teste clínico do imunizante nacional deve durar um ano e a expectativa do instituto é que a vacina esteja disponível a partir de 2018.

Em 2015, foram registrados no Brasil mais de 1,6 milhão de casos de dengue e mais de 800 pessoas morreram em decorrência da doença.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos