Grécia: EUA pedem celeridade à Europa na avaliação de reformas

Os Estados Unidos pediram hoje (26) aos parceiros europeus da Grécia que terminem "sem demora" a avaliação das reformas em curso no país e honremo compromisso de aliviar a dívida grega.

O secretário norte-americano do Tesouro, Jack Lew, reconheceu que as duas partes ainda devem fazer "um trabalho considerável", mas destacou a "importância de concluir a avaliação sem demora", de acordo com um comunicado divulgado após conversas com o minitro alemão Wolfgang Schäuble.

Nesta primeira avaliação é feita uma análise de situação das reformas exigidas pelos credores europeus da Grécia para o programa de assistência financeira ao país, no valor de 86 bilhões de euros, acordado entre as duas partes no verão passado.

Prevista para o início do ano, a avaliação tem sido atrasada por negociações difíceis sobre novos cortes exigidos a Atenas para diminuir o déficit orçamentário.

Esse passo é considerado crucial para que o Fundo Monetário Internacional (FMI) avalie o resultado e decida se vai juntar-se aos europeus neste resgate, o terceiro desde 2010.

A Alemanha tem pedido a presença do FMI e este tem condicionado sua participação a novas medidas de poupança da parte de Atenas e a uma redução da dívida grega pelos europeus.

"[É] importante que os europeus deem seguimento ao compromisso de colocar a dívida grega numa trajetória viável através de medidas de alívio", informa o comunicado divulgado pelo Departamento do Tesouro norte-americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos