Comissão pede investigação sobre invasão de PMs a sindicato em Diadema

Da Agência Brasil

  • Reprodução/Facebook dep. Teonilio Barba

    PM-SP teria invadido ato em apoio ao ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos em Diadema

    PM-SP teria invadido ato em apoio ao ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos em Diadema

Uma comissão integrada por deputados estaduais, representantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores), do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e integrantes da UNE (União Nacional dos Estudantes) participaram nesta terça-feira (15) de uma reunião com o secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, na sede da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, para pedir investigação a respeito de uma invasão de policias militares à subsede de Diadema do Sindicato dos Metalúrgicos, na última sexta-feira (11).

De acordo com a assessoria de imprensa da liderança do PT na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), a invasão ocorreu durante uma plenária de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ex-prefeito de Diadema, José de Fillipi, e os policiais não apresentaram nenhum mandado judicial para a ação.

"Além disso, sedes da CUT e da UNE foram alvos de vandalismo no sábado [12], um dia antes das manifestações de oposição ao governo federal", diz a liderança do PT na Alesp por meio de nota.

Segundo a assessoria da liderança do PT, os participantes da audiência protocolaram junto ao secretário de estadual de segurança pública uma representação pedindo a apuração dos fatos e a resposta foi positiva.

Participaram da audiência, entre outros, os deputados estaduais Luiz Fernando (membro da Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários), Geraldo Cruz, Beth Sahão, Luiz Turco, Teonilio Barba, Enio Tatto, Zico Prado e Alencar Santana, além do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, e o secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre.

A Secretaria de Segurança Pública foi procurada, mas não deu retorno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos