Ações da PM na Cidade de Deus deixam milhares de alunos sem aula

Duas operações da Polícia Militar (PM) na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, deixaram 4.793 alunos de escolas públicas da região sem aula nesta terça (29). De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, 10 escolas, três creches e quatro Espaços de Desenvolvimento Infantil não funcionaram no período da manhã.

A primeira foi contra o tráfico de drogas e a outra, para auxiliar na desocupação de um terreno na Rua Pintor Leandro Martins com Miguel Salazar Mendes de Moraes. A finalidade da reintegração de posse foi a remoção de pessoas que construíram barracos de madeira e colocaram lonas de plástico para pernoitar no lugar. A ação de reintegração de posse, segundo a polícia, transcorreu sem incidentes e as pessoas que haviam ocupado o terreno deixaram o local, sem oferecer resistência.

Mais de 200 policiais do Comando de Operações Especiais da PM, entre eles, homens do Batalhão de Operações Especiais de Ação com Cães, participaram da ação. Um carro blindado e um helicóptero foram usados para dar suporte às ações por terra. A polícia procurava também os homens que mataram, na quinta-feira passada (24) à noite, o cabo Rodrigo Sumar, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, atingido por um tiro na cabeça, quando fazia um patrulhamento de rotina na comunidade.

Na operação, a PM apreendeu 8.155 papelotes de cocaína, 592 trouxinhas de maconha, 30 tabletes de maconha, 276 frascos de cheirinho de loló e uma pistola. Parte das drogas estava escondida no fundo falso de um kit-gás e foi localizada graças ao auxílio de um cão do Batalhão de Ação com Cães. A ação teve o objetivo de combater o tráfico de drogas, roubo de carros e outras ilícitos. Ninguém foi preso e todo o material apreendido foi encaminhado para a Polícia Civil.

A UPP da Cidade de Deus foi inaugurada no dia 16 de fevereiro de 2009, com um efetivo de 344 policiais militares. Com a inauguração da UPP, que trabalha com o conceito de polícia de proximidade, a Cidade de Deus passou a ser a segunda comunidade a receber o novo modelo de policiamento comunitário. A história da comunidade ficou conhecida no Brasil e no mundo através do filme Cidade de Deus, dirigido pelo cineasta Fernando Meirelles, em 2002.

*Colaborou Cristina Indio do Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos