Ministro dos Negócios Estrangeiros português lamenta decisão do Reino Unido

Marieta Cazarré - Correspondente da Agência Brasil

Bandeira da União Europeia e do Reino Unido. Os britânicos decidiram em referendo deixar o blocoHannah Mckay/EPA/Agência Lusa

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, disse hoje (24) que lamenta profundamente a saída do Reino Unido da União Europeia.

O resultado do referendo Brexit - união das palavras Britain (Grã-Bretanha) e exit (saída, em inglês) - foi divulgado na manhã de hoje. A saída da UE foi decidida por 52% dos votos a favor e 48% contra. Augusto Santos Silva afirmou, à Agência Lusa, que Portugal tem uma comunidade muito forte no Reino Unido e que os interesses dessa comunidade serão defendidos e protegidos pelas autoridades portuguesas.

"Em primeiro lugar, lamentamos profundamente, mas respeitamos a decisão do povo britânico. Hoje é um dia triste, é um mau dia para a Europa, mas a Europa tem de seguir em frente", disse à Lusa o ministro.

Silva afirmou ainda que confia nas negociações entre a União Europeia e o Reino Unido para assegurar os interesses dos europeus que residem e trabalham no Reino Unido. Ele disse também que é preciso prudência durante o processo de transição, que deve levar pelo menos dois anos.

"Devemos ser muito claros. O lugar de Portugal é a Europa, é a União Europeia, não há nenhuma dúvida sobre isso, essa é a nossa escolha", disse o ministro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos