Medidas para reparar prejuízos com cartel estão sendo adotadas, diz Petrobras

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

A Petrobras informou hoje (4) que está em andamento uma apuração interna  para averiguar possíveis irregularidades nos contratos das obras de ampliação do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), que incluem as obras do Centro Integrado de Processamento de Dados (CIPD).  

"A empresa está colaborando sistematicamente com as investigações e adotando as medidas necessárias para a reparação dos prejuízos que sofreu em decorrência da atuação criminosa desse cartel", diz a nota da estatal. 

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira a 31ª fase da Lava Jato - denominada Operação Abismo - para investigar desvios em licitações para a reforma do Cenpes, onde são feitos estudos sobre a exploração de petróleo em águas profundas. Um dos alvos da operação é o ex-tesoureiro do PT, Paulo Adalberto Alves Ferreira, que já estava preso por causa da Operação Custo Brasil. De acordo com o Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR), algumas empresas integrantes do Consórcio Novo Cenpes - formado pelas empreiteiras OAS, Carioca Engenharia, Construbase Engenharia, Schahin Engenharia e Construcap CCPS Engenharia - participaram de um grande cartel para fixar preços e fraudar a licitação da reforma do centro de pesquisa da Petrobras. 

Na nota, a Petrobras informou também que em relação às apurações sobre a construção do Edifício Vitória (Edivit), no Espírito Santo, foram concluídas "e medidas disciplinares adotadas". "Como em ocasiões anteriores, os relatórios finais são enviados aos órgãos competentes".

Procurada pela Agência Brasil, a Carioca Engenharia, empreiteira cujos diretores Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior delataram o cartel nas obras do Cenpes, informou, em nota, "que não vai se pronunciar a respeito". 

O advogado Aloísio Lacerda de Medeiros, que defende o empresário Roberto Ribeiro Capobianco, presidente da Construcap, disse que a intenção de Capobianco é colaborar com as investigações"Vamos para Curitiba para nos inteirarmos do que está acontecendo. Não sabemos o motivo da decretação da medida e só mesmo examinando os autos com toda a tranquilidade é que vamos saber", disse o  advogado, mais cedo.

A reportagem procurou as demais empreiteiras citadas na investigação e aguarda retorno.

Prejuízo

O procurador da República Roberto Pozzobom disse que o esquema investigado na Operação Abismo tenha causado um prejuízo de R$ 39 milhões aos cofres da Petrobras e que "os agentes políticos estão no topo da cadeia alimentar das propinas". 

Ampliação do Cenpes

As obras de ampliação do Cenpes foram inauguradas no dia 7 de outubro de 2010. A unidade é voltada para a pesquisa, desenvolvimento e engenharia básica. Com mais de 50 anos, o Cenpes é um dos maiores complexos de engenharia aplicada à indústria de energia do mundo. É responsável pela coordenação das atividades de pesquisa, desenvolvimento e engenharia básica na Petrobras e também pela articulação com instituições parceiras no desenvolvimento tecnológico e com modernos laboratórios para atender exclusivamente às demandas do pré-sal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos