Rio 2016 usará carros elétricos para transportar atletas

Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil

Veículos que vão circular na Vila Olímpica foram apresentados no SambódromoFernando Frazão/Agência Brasil

Carros elétricos serão usados nos Jogos Rio 2016 para transporte dos atletas dentro da Vila Olímpica. Carregadores serão instalados no local para abastecer a frota de cerca de 30 veículos. A informação foi divulgada hoje (11) pela montadora que patrocina o megaevento, durante cerimônia de entrega oficial da frota de veículos que será usada nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, num total de 4.200 carros de sete modelos, entre veículos compactos, sedãs, picapes e os elétricos.

De acordo com presidente da Nissan do Brasil, François Dossa, os carros elétricos também serão usados para levar os atletas brasileiros medalhistas dos locais da competição até a Casa Brasil.

Os veículos já foram usados em um programa piloto de táxis elétricos no Rio de Janeiro e em São Paulo, que durou quatro anos e foi encerrado em abril. Nesse período, 25 carros rodaram 2,2 milhões de quilômetros e evitaram a emissão de 340 toneladas de dióxido de carbono (CO2). Os veículos têm autonomia de 160 quilômetros.

O diretor de Comunicação e Engajamento da Rio 2016, Mário Andrada, destaca que a mobilidade foi a principal transformação que a Olimpíada trouxe para o Rio. "Refez toda a parte central da cidade, retirou o elevado da Perimetral, construiu os novos túneis, abriu o BRT [do inglês Bus Rapid Transit, transporte rápido por ônibus] para zonas que antes não eram acessíveis em alta velocidade e alta demanda."

Andrada citou o BRT que liga a Barra a Deodoro, que considera um das ligações norte-sul mais importantes da cidade, e comentou que o Rio tem, finalmente, um transporte de massa e alta velocidade até o aeroporto internacional. "Agora existe uma opção rápida, barata e confortável para sair do aeroporto e chegar à Barra. E a joia da coroa vai ser o metrô, que é um sonho de várias gerações de cariocas, já está funcionando e vai chegar até a Barra."

Durante os jogos, só poderão acessar a Linha 4 do metrô, que vai de Ipanema até a Barra da Tijuca, quem tiver ingresso para os jogos e o cartão especial, vendido a R$ 25 para o uso durante um dia, R$ 70 para três dias ou R$ 160 para sete dias. Andrada informou que ainda há ingressos à venda, com exceção das cerimônias de abertura e encerramento e das principais finais. Até o momento, foram vendidos 72% dos ingressos.

A ex-jogadora de basquete Hortência Marcari, que representou os atletas brasileiros na cerimônia de apresentação dos carros elétricos, disse que, além das obras que "transformaram a cidade", a Olimpíada deixa como legado a inspiração dos valores olímpicos nas crianças. "Nossas crianças vão poder assistir e dizer 'eu também quero'."

Sobre a chama olíimpica, que está passando por cidades de todos os estados, Hortência comentou: "a pessoa não está carregando simplesmente um fogo, ela está carregando os valores olímpicos, e essa história de passar os valores olímpicos, principalmente para as crianças, é muito importante. Respeito, admiração, garra, determinação, luta, tudo isso não é só para o atleta de alto rendimento, isso é para todo o Brasil, é um legado também importante."

Nesta segunda-feira, foi feita a entrega simbólica de 84 veículos no Sambódromo, onde serão realizadas as provas de tiro com arco. Os carros servirão para o transporte das delegações, de atletas e convidados dos hotéis aos locais de competição e serão dirigidos por motoristas profissionais e voluntários. Os veículos ficarão à disposição do Comitê Rio 2016  até o fim dos Jogos Paralímpicos e depois serão leiloados pela montadora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos