Exoneração de Geddel sai em edição extra do Diário Oficial

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

A exoneração de Geddel Vieira Lima da Secretaria de Governo foi publicada nesta tarde em edição extra do Diário Oficial da União. Mais cedo, ex-ministro enviou ao presidente Michel Temer uma carta de demissão. O nome do substituto de Geddel ainda não foi divulgado pelo Palácio do Planalto.

Na carta, Geddel diz que deixa o cargo por causa do sofrimento que a família vem enfrentando. "Avolumaram-se as críticas sobre mim. Em Salvador, vejo o sofrimento dos meus familiares. Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair", diz.

Nessa quinta-feira (24), o jornal Folha de S.Paulo revelou que o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, prestou depoimento à Polícia Federal informando que Temer o teria "enquadrado" a encontrar uma saída para as divergências com Geddel, o que o presidente nega. Após pedir demissão na última sexta-feira (18), Calero deu entrevista alegando que sofreu pressão por parte de Geddel para liberar a construção de um edifício de alto padrão em Salvador. O empreendimento foi embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por estar localizado em área tombada como Patrimônio Cultural da União.

Mesmo com a saída do cargo, o ex-ministro vai continuar sendo investigado pela Comissão de Ética Pública da Presidência, que abriu processo para apurar a conduta de Geddel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos