PUBLICIDADE
Topo

Presidente da Fifa lamenta tragédia com avião que levava time da Chapecoense

Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil

29/11/2016 10h28

O presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Gianni Infantino, expressou, por meio de nota, grande tristeza e choque pela tragédia que abateu a Chapecoense, após o acidente aéreo que deixou 76 mortos em viagem que levava o time catarinense para a disputa da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, da Colômbia. Avião que levava o time da Chapecoense caiu próximo a Medellín, na Colômbia - Foto Defesa Civil/Divulgação CPFoto Defesa Civil/Divulgação CP "Este é um dia muito, muito triste para o futebol", disse Infantino. "Lamentamos muito esse acidente aéreo na Colômbia. É uma notícia chocante e trágica. Nesse momento difícil, nossos pensamentos estão com as famílias e amigos. A Fifa gostaria de estender suas condolências para os torcedores da Chapecoense, a comunidade futebolística e os veículos de comunicação brasileiros". Autoridades colombianas disseram hoje (29) que na delegação que estava no avião da Chapecoense, há 21 jornalistas e representantes da imprensa e nove tripulantes, além dos jogadores e dirigentes esportivos. As equipes de imprensa são das emissoras Fox e Globo, além de canais de rádio, segundo a Agência Ansa.  Oitenta e uma pessoas estavam a bordo e 76 morreram, segundo as autoridades colombianas. A equipe do Chapecoense viajava para Medellín, onde disputaria a primeira final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, amanhã (30) à noite. O segundo jogo seria em Curitiba.