Comissão da Câmara do Rio faz vistoria do Parque Olímpico e no campo de golfe

Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

A Comissão de Esportes e Lazer da Câmara Municipal do Rio de Janeiro fez hoje (24) uma vistoria no Parque Olímpico da Barra da Tijuca e no Campo Olímpico de Golfe, os dois na zona oeste da cidade. No Parque Olímpico, a comissão pôde visitar apenas a Arena 3, que recebeu as modalidades de esgrima, taekwondo e judô paralímpico e, agora, está sob a responsabilidade da prefeitura do Rio. As outras instalações onde também foram disputadas competições durante os Jogos Olímpicos estão sob responsabilidade do governo federal.

O presidente da comissão, Felipe Michel (PSDB), e os vereadores Ítalo Ciba (PT do B) e Professor Célio Luparelli (DEM), estão fazendo um levantamento sobre o legado olímpico do Rio. Eles avaliam ainda as condições atuais dos equipamentos esportivos da cidade que estão, ou deveriam estar à disposição da população e das entidades esportivas.

Durante a visita os vereadores comprovaram que a retirada das arquibancadas da Arena Carioca 3 terminou na semana passada. Conforme estava previsto desde o período de construção, o local passará a abrigar o Ginásio Experimental Olímpico, que terá 24 salas para aulas, biblioteca e outros espaços onde os alunos serão preparados para práticas esportivas. Na visão dos vereadores, o processo está muito lento diante da necessidade de escolas no município.

Golfe

Já o Campo Olímpico de Golfe foi aberto ao público, mas até agora não foram definidas as atividades previstas como contrapartida social. O local está sendo administrado por uma empresa, que cobra o ingresso para uso da área. Para os vereadores, apesar de bem cuidado e de ter ganho um prêmio internacional, além da falta da contrapartida social, não há um planejamento para a inclusão do local no calendário de competições nacionais e internacionais.

A prefeitura do Rio informou que recebeu a Arena 3, no dia 1º de março. Desde lá, fez a retirada das arquibancadas e a limpeza do local e confirmou que esta é a única instalação esportiva do Parque Olímpico da Barra que tem gerenciamento da administração municipal. Ainda conforme a prefeitura, o projeto prevê a transformação da Arena em uma escola de alto rendimento esportivo para até mil alunos, com a instalação de quatro quadras esportivas com equipamentos a serem doados pelas federações de Ginástica e de Badminton.

De acordo com a prefeitura, a Secretaria Municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação está levantando os custos da adaptação e a Secretaria Municipal de Educação estuda orçamento para inclusão da nova escola na rede municipal. "A prioridade é realizar a manutenção das [escolas] já existentes [que estejam] em estado precário", informou a prefeitura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos