Quadrilha que aplicava golpe em familiar de pessoas internadas é presa

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

  • iStock

Policiais civis do Rio de Janeiro fizeram ontem (27) uma operação para prender oito suspeitos de extorquir familiares de pessoas internadas em hospitais de vários estados. Os mandados de prisão temporária foram expedidos pela Justiça de Mato Grosso. Na ação de ontem também foram cumpridos mandados de busca e apreensão no presídio de Rondonópolis (MT), onde foram apreendidos celulares e cadernos com anotações sobre o esquema fraudulento.

Segundo a Polícia Civil, os criminosos tinham acesso privilegiado a informações de pacientes internados, como dados pessoais, contato de familiares e tipo de plano de saúde. Eles entravam em contato com os familiares noticiando um suposto procedimento médico de caráter emergencial, que deveria ser empregado no paciente internado.

Diante da suposta urgência da medida, parentes deveriam fazer depósitos em contas bancárias para que fosse viabilizado a realização do exame ou procedimento médico informado. Na ocasião da ligação, uma conta bancária era fornecida pelos criminosos para depósito por parte das vítimas.

Para investigar o esquema, os policiais utilizaram interceptações telefônicas e quebra de sigilo bancário, além de buscas e apreensões. A investigação contou com o monitoramento de 95 mil chamadas telefônicas, que totalizaram 1.930 horas de ligações.

Os alvos da ação dos criminosos eram pacientes e hospitais localizados em diversos estados do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Norte e Santa Catarina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos