PUBLICIDADE
Topo

PM do RJ suspende férias para aumentar segurança da festa de réveillon

Vista aérea dos fogos de réveillon em Copacabana - Fernando Lemos/Agência O Globo
Vista aérea dos fogos de réveillon em Copacabana Imagem: Fernando Lemos/Agência O Globo

Douglas Corrêa

Da Agência Brasil

29/12/2017 06h53

A Polícia Militar (PM) vai empregar no réveillon, em todo o Rio de Janeiro, 12.752 policiais e 1.393 viaturas para garantir a segurança da população das 8h de domingo (31) até o dia seguinte (1°), com atenção especial para a orla da zona sul do Rio, Niterói, Região dos Lagos e Costa Verde, como Angra dos Reis e Paraty.

É um efetivo 19,6% superior ao do ano passado, quando foram empregados 10.694 policiais.

Para os festejos da passagem de ano em todo o Estado, a PM suspendeu férias e realocou policiais lotados em atividades administrativas. Dessa forma, possibilitou um acréscimo de 6.363 policiais, superando em 24% o efetivo extra obtido no ano passado.

Em nota que detalha o esquema de policiamento, a corporação explica que mesmo com as dificuldades impostas pela crise econômica - que provocou perdas de recursos humanos e materiais - e com a necessidade de manter o reforço no policiamento na comunidade da Rocinha, zona sul do Rio, o Estado-Maior Geral Operacional da PM, responsável pelo plano, montou uma força-tarefa com a participação de efetivos e equipamentos de todos os batalhões convencionais, como também de unidades do Comando de Policiamento Especializado e do Comando de Operações Especiais.

De acordo com o chefe do Estado-Maior Operacional da PM, coronel Luís Henrique Pires, a suspensão de férias e a realocação de efetivo que trabalha em atividade-meio em unidades administrativas e operacionais são procedimentos normais adotados pela corporação para atender situações especiais, como réveillon, carnaval e outros grandes eventos.

Segundo ele, "o efetivo que estava de férias em dezembro volta a trabalhar dois dias antes. E as férias de janeiro começam a partir do dia 2. Esses dias serão compensados de acordo com o entendimento entre os policiais e o comando das unidades onde estão lotados".

Torres de observação

Para garantir a segurança na Praia de Copacabana, a Polícia Militar mobilizou 1.822 policiais e 64 viaturas.

Trinta torres de observação estarão posicionadas na orla de Copacabana - 15 na areia e 15 no calçadão. Além das viaturas, o policiamento também será feito a pé, com motos, cães e a cavalo. Diferentemente das outras áreas do Estado, onde o reforço começa a ser desmobilizado a partir das 8h do dia 1°, o esquema de policiamento em Copacabana se estenderá até as 18h.

Os helicópteros da corporação, equipados com câmeras, vão monitorar os principais pontos da cidade. As imagens serão transmitidas em tempo real para o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, que ficará posicionado na altura da Rua República do Peru com Avenida Atlântica, em Copacabana.

A Unidade de Controle de Distúrbios também ficará no Centro de Comando na praia.

A Polícia Militar recomenda à população que chegue com antecedência aos locais de festa, priorizando o transporte público e redobrando a atenção com crianças, identificando-as. A PM também orienta a não utilizar recipientes de vidro nem fogos de artifício e a evitar o excesso de bebidas alcoólicas nos locais de grande concentração de público.