Em Davos, Meirelles diz que recebeu apoio dos EUA para entrada do Brasil na OCDE

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (25) que recebeu o apoio do secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, para a integração do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo dos países mais industrializados.

Segundo Meirelles, ainda é preciso que Mnuchin converse com as autoridades responsáveis pelo assunto no governo de Donald Trump, mas o nível de "entusiasmo" e as declarações públicas de apoio à entrada do Brasil no bloco é "muito grande". As declarações de Meirelles foram dadas durante entrevista em Davos, na Suíça, onde o ministro participa do Fórum Econômico Mundial.

"Alguns setores do governo americano já tinham manifestado resistência à entrada do Brasil, não por causa do Brasil, mas certa objeção ao aumento no número de participantes, à entrada de outros países. Ele [Mnuchin] manifestou um forte apoio pessoal à entrada do Brasil", afirmou Meirelles.

Em julho do ano passado, o governo do Reino Unido também manifestou apoio à integração brasileira à OCDE . "Evidentemente, o voto americano não é o único, mas temos já uma maioria enorme de países que estão manifestando apoio à entrada do Brasil", afirmou Meirelles.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos