PUBLICIDADE
Topo

Preso suspeito de ter participado de confronto que matou comandante de UPP

No Rio

12/09/2014 09h04

Suspeito de ter participado do confronto que terminou com a morte do comandante da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Nova Brasília, no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, Cassiano da Silva, de 20 anos, foi preso na madrugada desta sexta-feira (12).

Na ação, Cassiano teria arremessado um artefato explosivo contra uma das viaturas da Polícia Militar que patrulhavam o Largo da Vivi, onde o capitão Uanderson Manoel da Silva, 34, foi atingido por um tiro no tórax. Cassiano foi reconhecido por outros policiais que participaram do ataque aos policiais. O artefato não explodiu e os suspeitos já foram identificados.

O bandido teve a prisão temporária decretada por 30 dias pelo juiz Vinicius Marcondes de Araújo, do Plantão Judiciário. O Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) segue fazendo operação na região, para tentar localizar outros envolvidos no assassinato do comandante. O capitão estava na Polícia Militar havia 11 anos e desde junho comandava a UPP Nova Brasília.