PUBLICIDADE
Topo

Estação da Luz precisa de obras e ficará fechada por tempo indeterminado

CPTM terá de atender exigências da Prefeitura e do IPT - Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo
CPTM terá de atender exigências da Prefeitura e do IPT Imagem: Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo

23/12/2015 13h00

A Defesa Civil da Prefeitura de São Paulo decidiu nesta quarta-feira (23), que a estação da Luz vai ficar interditada para passageiros e trens, por tempo indeterminado, até que a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) atenda a uma série de pedidos e medidas do órgão e do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). A estação atende cerca de 300 mil passageiros por dia.

A companhia terá de fazer obras de escoramento na parede interna da área afetada pelo incêndio que destruiu o Museu da Língua Portuguesa, localizado no mesmo prédio, na segunda-feira (21). Segundo a Prefeitura, existe um risco de que a estrutura caia sobre as plataformas de embarque e desembarque dos trens.

Além disso, também deverá ser feita a retirada total dos escombros e das estruturas de madeira da cobertura da área atingida. O madeiramento pressiona as paredes queimadas da estação. As decisões foram tomadas pela prefeita em exercício, Nádia Campeão (PCdoB), e a Defesa Civil.

A praça da Luz permanecerá fechada para carros, e a calçada da estação ficará interditada. Um esquema de trânsito será organizado pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).