João Santana renuncia a cargo em campanha presidencial na República Dominicana

São Paulo - Após ter sua prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro, o jornalista e marqueteiro João Santana, que atuou nas campanhas de Lula e Dilma (2010 e 2014) à Presidência, divulgou carta nesta segunda-feira, 22, informando ter renunciado de seu cargo na campanha do presidente Danilo Medina à reeleição na República Dominicana. No texto, Santana diz que a renúncia permitirá a ele "defender-se de acusações infundadas" e ressaltou que se colocou à disposição das autoridades desde a semana passada para esclarecer "qualquer especulação".

Nesta manhã, a Polícia Federal deflagrou a 23ª etapa da Lava Jato e cumpriu 51 mandados. Os mandados de prisão temporária de Santana e sua esposa, contudo, não foram cumpridos pois ambos estavam na República Dominicana. Os dois informaram que vão se apresentar às autoridades brasileiras em breve.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos