Relator da Lava Jato no STF, Teori autoriza fatiamento de delação de Delcídio

Em Brasília

  • Alan Marques/Folhapress

    Teori é o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal

    Teori é o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou o fatiamento da delação premiada do senador Delcídio Amaral (sem partido-MS). Após pedido da Procuradoria-Geral da República, foram geradas na Corte 19 novas petições, autuadas nesta segunda-feira (28).

A partir de agora, a PGR irá analisar quais fatos narrados por Delcídio contêm indícios de prática de crime. Nesses casos, são feitos pedidos de abertura de inquérito. Há situações, no entanto, em que a Procuradoria pede o arquivamento da situação descrita pelo delator por falta de indicativos de ilícitos penais.

Em acordo de delação celebrado com a PGR, Delcídio citou os nomes da presidente Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do senador Aécio Neves (PSDB-MG), entre outros parlamentares.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, costuma pedir o fatiamento das delações por fatos. Assim, um mesmo nome pode constar em mais de um pedido de inquérito. Desta forma, o número de petições geradas não corresponde ao total de pedidos de abertura de investigação a serem feitos, tampouco à quantidade de investigados. (Beatriz Bulla)

Crise política tem semana decisiva

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos