Taxistas vão perder concessão se fecharem vias em protesto, diz Paes

  • Paulo Campos/Estadão Conteúdo

    1°.abr.2016 - Taxistas protestam no aterro do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro, contra o aplicativo de caronas Uber

    1°.abr.2016 - Taxistas protestam no aterro do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro, contra o aplicativo de caronas Uber

Rio - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, ameaçou cassar a licença de taxistas caso insistam em paralisar a cidade em manifestação, como aconteceu na última sexta-feira. "A gente quer ajudar os taxistas, mas fechar via ninguém vai fechar. Tem que respeitar o direito de ir e vir das pessoas", disse Paes, após evento de inauguração do primeiro trecho da Orla da Guanabara Prefeito Luiz Paulo Conde, ao lado do Museu do Amanhã, no Centro do Rio.

Os taxistas protestam contra a concorrência do Uber, que vem ganhando espaço no mercado ao oferecer o mesmo serviço a preços menores para o consumidor. "Não acho nem inteligente. Se há um combate ao Uber, esse tipo de ação vai tornar ainda mais popular o Uber", avaliou o prefeito, que prometeu ainda multar os motoristas que atrapalharem o trânsito. "A guarda municipal, se não me engano, já aplicou 180 multas de R$ 5 mil (cada)", afirmou.

Segundo Paes, o atual movimento de taxistas "é mais desorganizado" e, por isso, teve dificuldade de identificar as lideranças da manifestação da última sexta-feira. "Lá pelas 9h30 eles pediram para conversar comigo. Mas foi muito breve. (Eu falei) ou termina imediatamente, ou começo a cassar concessão e a partir daí eles começaram a liberar as vias", contou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos