Renan defende urgência para projeto que aumenta pena para estupro coletivo

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu urgência para votação do projeto que aumenta a pena para casos de estupro coletivo e divulgação de estupro em redes sociais. "É uma resposta do Senado a essa coisa brutal que aconteceu no Rio de Janeiro e que agrava a pena de estupro coletivo", disse em relação ao caso da última semana em que uma adolescente foi estuprada por um grupo de homens.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) apresentou um projeto que endurece a pena para os casos. O projeto foi aprovado nesta terça-feira, 31, na Comissão Mista de Defesa da Mulher. O objetivo de Renan é votar no plenário uma urgência para que o projeto seja apreciado ainda hoje pelo Senado e, em seguida, votar o mérito da matéria.

Nesta tarde, deputadas e senadoras fizeram protestos na porta do plenário do Senado, pedindo que a matéria fosse apreciada com urgência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos