Cobertura de TV e alunos barrados motivam críticas à CPI da Merenda

Deputados da oposição criticaram o presidente da CPI da Merenda, Marcos Zerbini (PSDB), porque a sessão não foi transmitida pela TV Alesp. "É mais uma tentativa de restrição e blindagem dessa CPI", apontou Alencar Santana (PT). "Neste momento, o que de mais importante está acontecendo nesta Casa é essa comissão", completou.

Zerbini afirmou que é praxe na Casa não transmitir CPIs pela TV da Assembleia - exceto se for solicitado por algum parlamentar.

Outro ponto polêmico foi o fato de estudantes terem sido impedidos de entrar no plenário para acompanhar a CPI. "É censura prévia", atacou João Paulo Rillo (PT). Os estudantes protestaram do lado de fora durante quase toda a sessão. Zerbini disse que não havia espaço para todos, e senhas foram distribuídas para quem chegou primeiro para poder ocupar a galeria. "Quero deixar claro que esta CPI está sendo transmitida pela internet e também no plenário Paulo Kobayashi", disse.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos