Premiê diz que número de mortos por terremoto na Itália chega a 120

Roma - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou nesta quarta-feira que o número de mortos em um forte terremoto no centro do país subiu para 120. Durante entrevista coletiva, Renzi comentou o episódio, que começou com um terremoto ocorrido durante a madrugada de terça-feira para quarta-feira.

Várias pequenas cidades foram devastadas na montanhosa região do centro da Itália e muitas pessoas estão presas entre os escombros. Equipes de resgate e moradores têm agido para libertar sobreviventes e buscar mais vítimas.

Soldados e equipes de emergência ajudam a resgatar pessoas e a tratar os feridos nas cidades mais atingidas, Amatrice, Pescara del Tronto e Accumoli. "O centro de Amatrice está completamente destruído", disse o presidente da região de Lazio, Nicola Ningaretti.

As equipes de resgates enfrentam dificuldades para chegar até as vítimas por causa dos escombros espalhados pelas ruas das cidades e devido aos mais de 100 tremores secundários. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) estima que o terremoto teve magnitude 6,2 e apontou que seu epicentro foi em Norcia, cerca de 170 quilômetros a nordeste de Roma. Já o Centro Sismológico Europeu do Mediterrâneo calculou a magnitude do tremor em 6,1. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos