Em Brasília, Lula conversa com Lobão e pede apoio a Dilma

Brasília - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou nesta sexta-feira, 26, em Brasília para tentar conquistar votos contra o impeachment de Dilma Rousseff, que está afastada do Palácio do Planalto desde 12 de maio. Além de se encontrar com sua sucessora, Lula teve uma conversa reservada com o senador Edison Lobão (PMDB-MA).

Com três integrantes, a bancada do Maranhão no Senado promete votar unida e demonstra insatisfação com o loteamento de cargos federais pelo presidente em exercício Michel Temer. Questões regionais, como as disputas para as prefeituras, em outubro, também pesam na decisão do grupo.

Lobão foi ministro de Minas e Energia nos governos de Lula e Dilma. Ele já votou contra a presidente afastada, mas agora diz estar indeciso. O PT ainda tenta atrair os senadores João Alberto (PMDB-MA) - que havia se posicionado a favor de Dilma, mas na última sessão foi contra -- e Roberto Rocha (PSB-MA).

A ordem da cúpula petista é atender às reivindicações de todos nas campanhas municipais, mesmo que para isso seja necessário mudar os parceiros nas alianças.

Em conversas reservadas, os senadores também dizem estar sendo pressionados por eleitores, já que Dilma teve votação significativa no Maranhão e, apesar da crise política, ainda mantém uma rede de apoio.

Flávio Dino (PCdoB), o governador maranhense, sempre foi aliado do PT, mas não escondeu a contrariedade com algumas alianças feitas pelo partido na campanha para as prefeituras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos