Lucas Lima/UOL

Violência em São Paulo

Polícia de SP divulga retrato falado de suspeitos de ataque com seringa

Em São Paulo

  • Divulgação/Polícia Civil de São Paulo

    Suspeitos de ataque: na estação Paraíso (à esq.) e na estação Tamanduateí

    Suspeitos de ataque: na estação Paraíso (à esq.) e na estação Tamanduateí

A Polícia Civil de São Paulo divulgou retratos falados de dois suspeitos de ataques com seringa em estações do metrô. Um dos casos aconteceu na estação Paraíso, na linha 1-azul, e outro na Tamanduateí, da linha 2-verde.

O ataque na estação Paraíso aconteceu no dia 18 de agosto. A vítima, uma estudante de 18 anos, afirmou que um homem se posicionou entre ela e a mãe, na escada rolante.

"Na hora, não senti absolutamente nada. Na escada rolante seguinte, comecei a sentir um incômodo", relatou ao Estado na época. "Não veio nada na minha cabeça de que poderia ter sido isso, mas quando cheguei à aula, fui ao banheiro e vi que tinha uma marca".

Em junho, uma médica peruana foi perfurada pelas costas, na avenida Paulista, no centro. Um suspeito foi preso cerca de um mês depois, após divulgação de retrato falado.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública afirma que qualquer informação sobre os suspeitos pode ser passada ao Disque-Denúncia (181) ou ao WebDenúncia. "O sigilo é garantido", diz o comunicado da SSP.

Outro caso: Maníaco da seringa é reconhecido por vítimas e preso

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos