Moreira Franco diz que acusações não merecem resposta

Em Brasília

  • Alan Marques/Folhapress

O secretário do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco, não comentou as acusações do deputado cassado Eduardo Cunha, sob a alegação de que "não merecem resposta".

No caso das obras de Porto Maravilha, Cunha foi citado em duas delações: na do ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto e na do empresário Ricardo Pernambuco, da Carioca Engenharia.

Cleto afirmou que o então deputado o orientou a segurar, por três semanas, um voto que liberaria o aporte do FI-FGTS na obra. O objetivo da espera seria cobrar propina de empreiteiras. Pernambuco disse que o suborno custou R$ 52 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos