Secretário responde interinamente por prefeitura de Ribeirão Preto

Ribeirão Preto - O vice-prefeito de Ribeirão Preto, Marinho Sampaio (PMDB), informou nesta sexta-feira, 2, que não irá assumir o cargo de prefeito com o afastamento de Dárcy Vera (PSD), presa na "Operação Mamãe Noel", da Polícia Federal (PF) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo (Gaeco). Segundo ele, pela Lei Orgânica do Município o cargo pode ficar vago por até 14 dias e, neste caso, o secretário de Governo, Marcus Berzoti responderá interinamente pelo expediente do Executivo local.

Se após esse período a prefeita ainda seguir afastada, a Câmara Municipal deve convocar Sampaio para ocupar o cargo. Como o mandato de ambos está no final, o vice-prefeito teria então duas semanas como prefeito antes de passar o cargo ao eleito para a próxima legislatura, o deputado federal Duarte Nogueira (PSDB). O vice-prefeito será empossado ainda como vereador em 1º de janeiro, cargo para o qual foi eleito em outubro.

Primeira prefeita da história de Ribeirão Preto, Dárcy Vera foi eleita em 2008 e ainda foi o primeiro político reeleito para o cargo na cidade do interior paulista ao bater o agora prefeito eleito Duarte Nogueira, em 2012. Apesar de ser a primeira presa no exercício do mandato, ela não é a única pessoa que chefiou o executivo local a ser detida.

O ex-ministro Antonio Palocci, que governou Ribeirão Preto em dois mandatos alternados, segue preso em Curitiba (PR) no âmbito da Operação Lava Jato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos