Jungmann embarca para acompanhar o início do patrulhamento em Natal

  • Agência Brasil

    O ministro da Defesa Raul Jungmann

    O ministro da Defesa Raul Jungmann

Brasília - Pelo menos 1.800 homens do Exército, da Marinha e Aeronáutica vão atuar no patrulhamento das ruas de Natal e redondezas entre os dias 20 e 30 de janeiro, por determinação do presidente Michel Temer. Em reunião no Palácio do Planalto, na manhã desta sexta-feira, 20, foi feito um balanço da situação do Estado e de outros problemas de segurança pública enfrentados no País e ficou decidido que o ministro da Defesa, Raul Jungmann, embarcará hoje para acompanhar o início da operação.

Os militares já realizarão hoje o reconhecimento dos locais onde irão trabalhar nos próximos dias, mas ainda não foi definida a data de início dos trabalhos de varredura dos presídios pelas tropas federais. A operação em Natal será comandada pelo general Jayme Octávio de Alexandre Queiroz, comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada (7ª Bda Inf Mtz), localizada em Natal.

Além de militares de Natal, equipes de Recife, Fortaleza, Garanhuns e Petrolina também estão sendo deslocados para o local para reforçar o patrulhamento. Ao longo da operação, mais de dois mil homens farão o patrulhamento nas ruas. A Paraíba também poderá contribuir com pessoal.

De acordo com interlocutores do Planalto, o presidente Michel Temer está "preocupado" e "atento" à evolução da situação nos presídios. Na reunião desta manha, Temer comentou sobre as imagens de violência que foram mostradas pela imprensa, com presos dominando o presídio de Alcaçuz, na Região Metropolitana de Natal, que impressionaram a todos.

O pessoal do Exército em Natal foi deslocado para executar a missão de Garantia da Lei e da Ordem e vai atuar no que está sendo chamada de Operação Potiguar 2, que permite que os militares atuem com poder de polícia no patrulhamento na capital do Estado e nas cidades vizinhas. O trabalho será feito nos moldes do que foi realizado em agosto do ano passado. A rebelião no presídio de Alcaçuz se agravou e se estendeu para as ruas, com quadrilhas determinando ataques a pelo menos cinco ônibus na cidade de Natal, assim como no interior do Estado.

Operação Potiguar 2, permite que os militares atuem com poder de polícia no patrulhamento na capital do estado e nas cidades vizinhas. As tropas irão atuar em conjunto com as Policiais Militar e Civil do Estado. Segundo relatos do governo estadual, ocorreram conflitos nas cidades de Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, João Câmara, Macau, Caicó, Touros e Maxaranguape.

Nesta sexta pela manhã, o presidente Michel Temer se reuniu no Planalto não só com o ministro da Defesa, mas também com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e com os comandantes das Forças Armadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos