Morte de Teori não prejudicará Lava Jato, diz presidente do TRF em Porto Alegre

Porto Alegre - O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Luiz Fernando Wowk Penteado, afirmou acreditar que a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki não deve prejudicar a Lava Jato. "As investigações correm por impulso do Ministério Público e sob controle da Polícia Federal. Certamente há juízes no País com condições de assumir as funções. Teori deixa uma lacuna, mas há juízes capacitados, com condição de levar adiante e com êxito as investigações e processos", comentou após participar do velório do ministro, que ocorre na sede do TRF-4, em Porto Alegre.

Sobre a substituição de Teori no STF, Penteado afirmou que espera que a nomeação seja feita com brevidade pelo presidente Michel Temer, mas preferiu não entrar em especulações. Questionado sobre quem herdará a relatoria da Lava Jato, ele comentou que a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, observando o regimento interno da Corte, saberá tomar as diligências necessárias. "As medidas urgentes não cessarão".

Já em relação ao acidente aéreo que vitimou Teori, Penteado disse que tudo indica ter sido uma tragédia.

Quem também esteve presente no velório foi o prefeito da cidade natal de Teori, Faxinal dos Guedes, Gilberto Ângelo Lazzari. "Toda a cidade se ressente de perder uma pessoa desse quilate. Viemos prestar nossa homenagem e ser solidários à família".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos