Temer 'se equivocou' em entrevista à Folha ao falar sobre Carne Fraca e Joesley

Leonencio Nossa

Brasília

  • Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou, na manhã desta segunda-feira (22), que o presidente Michel Temer se equivocou ao dizer à Folha de S.Paulo que foi procurado pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, para falar sobre a Operação Carne Fraca.

A declaração de Temer foi publicada nesta segunda pelo jornal. A conversa, grampeada por Joesley, no entanto, ocorreu dez dias antes da operação desencadeada pela Polícia Federal, exatamente no dia 7 de março. "O presidente se equivocou, se confundiu", afirmou a assessoria.

Michel Temer chegou nesta segunda ao Planalto por volta das 10h. Ao longo do dia, ele deve ter uma jornada de conversas com ministros, lideranças da base aliada e assessores da área jurídica.
 
O presidente vai buscar apoio para manter a governabilidade e minimizar os impactos da crise provocada pela delação de Joesley Batista ao Ministério Público e a divulgação de sua conversa com o empresário.

Pela agenda divulgada pela assessoria do Planalto, Temer já recebeu em despachos os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento), além do secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, e os deputados Baleia Rossi (PMDB-SP), Carlos Marun (PMDB-MS) e André Moura (PSC-SE).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos