Casa Civil manda encerrar expediente de ministérios

Lígia Formenti, colaborou Julia Lindner

Brasília

A Casa Civil da Presidência da República determinou a liberação de todos os funcionários que trabalham na Esplanada dos Ministérios. A decisão foi tomada diante da violência de alguns grupos no local. Neste momento, todos integrantes da pasta da Saúde já estão deixando o prédio. O mesmo ocorre com integrantes de outras pastas, como Agricultura e Fazenda. O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, já deixou o prédio, acompanhado de funcionários, pelo prédio anexo, localizado na parte de detrás da Esplanada.

Pelo menos 35 mil pessoas estão no protesto, organizado contra as reformas e o governo do presidente Michel Temer. De acordo com a polícia, quatro pessoas foram detidas. O clima de tensão aumentou de forma significativa a partir das 13 horas, quando policiais lançaram bombas de gás lacrimogêneo contra manifestantes. Integrantes do protesto, por sua vez, atearam fogo em banheiros químicos e alambrados. Alguns ministérios foram depredados.

Embora ainda haja muitos focos de confronto com policiais, vandalismo, agressão e barricadas em ministérios, uma grande parte dos manifestantes continua no protesto, alguns até em clima de normalidade deitados no imenso gramado da Esplanada. Por causa das confusões, muitas pessoas já deixam a manifestação, mas ainda há um grande número no local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos