Latrocínios e estupros sobem em São Paulo; homicídios atingem menor taxa

Felipe Resk

São Paulo

O índice de latrocínios, o roubo seguido de morte, subiu pelo sexto mês consecutivo no Estado de São Paulo, segundo dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) nesta quinta-feira, 25. A pasta anunciou ainda queda de homicídios, com a menor taxa da série histórica. Os principais indicadores criminais da capital também caíram.

Em abril, o Estado registrou 36 ocorrências de latrocínio, ante 28 notificações no mesmo período de 2016. Na capital, esse índice caiu de 11 para sete casos. Já os homicídios tiveram queda de 14,7%, segundo a SSP. Foram 49 ocorrências a menos do que em abril de 2016, quando o Estado registrou 333 assassinatos. Com isso, a taxa de homicídio de São Paulo chegou a 7,92 casos por 100 mil habitantes, de acordo com a pasta.

As notificações de estupro subiram pelo nono mês, com 115 registros a mais do que no ano passado. Em abril de 2016, foram 760 notificações. Os roubos de carga mostraram tendência de estabilidade, após 10 meses em alta. Foram sete casos a mais -uma variação de 0.9%. Na capital, os indicadores de homicídio, latrocínio, estupro, roubo e furto caíram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos