PUBLICIDADE
Topo

Motoristas de vans escolares fazem carreatas para cobrar Prefeitura de SP

11.jul.2017 - Motoristas reivindicam repasses atrasados e contestam cortes que reduziram o número de alunos transportados este ano - Luiz Cláudio Barbosa/Estadão Conteúdo
11.jul.2017 - Motoristas reivindicam repasses atrasados e contestam cortes que reduziram o número de alunos transportados este ano Imagem: Luiz Cláudio Barbosa/Estadão Conteúdo

Bibiana Borba

São Paulo

11/07/2017 07h50Atualizada em 11/07/2017 17h41

Condutores de vans escolares promovem carreatas em ruas de São Paulo, nesta terça-feira, 11, para cobrar pendências da Prefeitura. Dezenas de veículos partiram por volta das 6h30 da manhã da Radial Leste, na zona leste, e da Marginal do Rio Pinheiros, na zona sul. Os dois grupos transitam em velocidade reduzida, a cerca de 10km/h, e seguem em direção à região do Pacaembu durante a manhã. Eles também prometem se concentrar em outros cinco pontos da cidade e ir até a Prefeitura, no centro da capital.

"Enquanto o prefeito João Doria e o secretário de Educação Alexandre Schneider não derem o respaldo de que precisamos e conversarem conosco, vamos protestar", disse Magaly Sarteschi, uma das representantes da categoria.

11.jul.2017 - Grupo de motoristas de vans escolares protesta em frente ao estádio do Pacaembu, zona oeste de SP, contra a prefeitura - Aloísio Mauricio/Estadão Conteúdo - Aloísio Mauricio/Estadão Conteúdo
Grupo de motoristas de vans escolares protesta em frente ao estádio do Pacaembu, zona oeste de SP, contra a prefeitura
Imagem: Aloísio Mauricio/Estadão Conteúdo

Os motoristas que prestam serviços à rede municipal de Educação cobram repasses atrasados e contestam cortes que reduziram o número de alunos transportados neste ano. Conforme nota divulgada pelos trabalhadores, as mudanças da gestão do prefeito João Doria vêm provocando a desistência de vários prestadores de serviços.

Eles tiveram as remunerações reduzidas, pois recebem conforme o número de crianças transportadas. Eles afirmam que o pagamento do último mês está atrasado, situação que vem se repetindo há alguns meses.