PUBLICIDADE
Topo

Bancada do PMDB pede a Temer pasta de tucano

José Cruz/Agência Brasil
Imagem: José Cruz/Agência Brasil

Igor Gadelha e Renan Truffi

Brasília

26/07/2017 08h58Atualizada em 26/07/2017 09h51

A bancada do PMDB na Câmara tem pressionado o Palácio do Planalto a nomear um deputado do partido como ministro das Cidades, cargo hoje ocupado pelo deputado licenciado Bruno Araújo, do PSDB. Na próxima quarta-feira, 25, o plenário da Casa vai votar se autoriza ou não o prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer, acusado de corrupção passiva com base na delação do Grupo J&F.

A reclamação dos peemedebistas é de que a bancada está "sub-representada" no governo e o PSDB não merece comandar uma pasta com tamanha capilaridade política como Cidades em razão das críticas a Temer e ameaças de desembarque da base. A pasta tem orçamento de R$ 20 bilhões. O PMDB comanda hoje seis dos 28 ministérios.

O líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), já levou o pleito da bancada a Temer. "Se houver alguma mudança ministerial, a bancada tem a expectativa de se fortalecer", afirmou Rossi. O Estado/Broadcast apurou que são defendidos dois nomes: o do deputado Carlos Marun (MS), vice-líder da sigla e um dos mais aguerridos defensores de Temer, e o do deputado José Priante (PA).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.