PUBLICIDADE
Topo

Unidade Básica de Saúde República não será mais reaberta

Renata Okumura

29/08/2017 19h19

Pacientes da Unidade Básica de Saúde (UBS) República, localizada na Praça da Bandeira, ao lado do terminal de ônibus, no centro de São Paulo, passarão a ser atendidos definitivamente pela UBS Sé e pelo Núcleo de Gestão Assistencial da Várzea do Carmo, na região.

No mês de janeiro, após desabamento de teto, a unidade de saúde, instalada em 2009, foi fechada para reforma, no entanto, apesar da placa em frente à UBS República dizer que o atendimento deverá ser normalizado o mais breve possível, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou que a unidade não será mais reaberta, pois o prédio não é adequado para este tipo de serviço.

Quem mora na região está inconformado com o fechamento da unidade. "A UBS foi fechada para reforma há mais de seis meses, desde então, os pacientes desta unidade são obrigados a ir para outras UBSs", reclamou o morador Renato Mariano, de 51 anos.

Mariano explica que tem mobilidade reduzida, o que dificulta a ida a locais mais longe. "Tenho limitações de locomoção, devido a um acidente que sofri. Além disso, tenho Diabete Tipo 2 e preciso fazer um acompanhamento mais intenso, só que devido a todos esses empecilhos, só consigo fazer o essencial, como exames e consultas para obter a receita médica para ter direito a medicação gratuita. Não há sinal de reforma no local", salientou.

A reportagem da Blitz Estadão esteve em frente à UBS República e pacientes aguardavam a saída de uma van gratuita com destino a outra unidade. "É muito ruim ter que se locomover para outra unidade e também não consigo agendar facilmente uma consulta médica. Gostaria que esta UBS voltasse a funcionar novamente", destacou a paciente Ana Faria.

Questionada sobre o prazo de agendamento de consultas e exames de pacientes que eram atendidos na UBS República, a Secretaria Municipal de Saúde apenas disse que não há falta de atendimento à população.

A SMS esclarece ainda que, apesar de o prédio da unidade estar desativado, todas as equipes que nele trabalhavam estão atendendo os pacientes na UBS Sé. "Os pacientes que não podem se deslocar de uma unidade para outra estão sendo levados de carro. A população conta ainda com o atendimento realizado pelo Núcleo de Gestão Assistencial da Várzea do Carmo. Por fim, a pasta informa que a UBS República não será reaberta, pois o prédio não é adequado para este tipo de serviço", finalizou a nota.