Primavera deve ser chuvosa e sem frio atípico

Júlia Marques

São Paulo

Começa nesta sexta-feira, 22, exatamente às 17h02, a primavera, que marca a transição entre o inverno e o verão. A estação, conhecida pelas flores, vai até o dia 21 de dezembro. Segundo meteorologistas, não há expectativas de massas polares fortes para a primavera deste ano e a estação deve ser chuvosa.

"O que acontecerá (a partir do início da primavera) é que o sol exatamente naquele instante (17h02 de sexta-feira) estará irradiando energia de forma igualitária para os hemisférios norte e sul", explica o meteorologista da Climatempo Alexandre Nascimento.

Ao longo da estação, as temperaturas vão subindo e se formam as condições para mais chuvas. "A chuva volta a se espalhar em grande parte do Brasil e as massas polares vão ficando cada vez mais fracas. O ar seco deixa de ser notícia", diz Nascimento.

As precipitações devem diminuir a sensação de calorão registradas nas últimas semanas, mas não há expectativa de massas polares fortes no País. Dessa forma, segundo a Climatempo, não há previsão de eventos de frio atípico como ocorreu na primavera do ano passado.

Nas últimas semanas, a capital paulista registrou recordes sucessivos de temperaturas altas durante o inverno e baixa umidade do ar. "A chuva que o pessoal está esperando para agora vem. E vem no máximo de dez a quinze dias", estima Nascimento.

Em todo o País, temperaturas acima dos 40°C continuam sendo registradas nos últimos dias do inverno e a fumaça das queimadas se espalha pelo interior. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), temperaturas de 40°C ou mais voltaram a ser observadas na tarde de 20 de setembro nos Estados do Centro-Oeste, no Pará e no Tocantins.

Ainda de acordo com o Inmet, a aproximação de uma frente fria no Estado de São Paulo, durante o domingo, deve provocar mudanças no tempo no sudoeste, sul e leste de São Paulo. As condições de ocorrência de chuvas aumentam no decorrer da segunda-feira.

Ao longo da estação

Em outubro, chove em todas as áreas da região Sudeste. Em novembro, algumas regiões terão precipitação abaixo da média e, em dezembro em São Paulo, especificamente, as chuvas devem ocorrer na forma de pancadas. Em Minas Gerais, no último mês do ano, a previsão é de precipitações acima do normal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos